Os números do Pix e a transformação para o mercado de pagamentos

Os números do Pix e a transformação para o mercado de pagamentos

Ostentando recordes desde o lançamento, o Pix é o começo de uma revolução nos meios de pagamento do Brasil. O método de pagamento instantâneo vem assumindo a liderança e já pode ser considerado um dos mais utilizados no país. Relembre seu surgimento, principais números, marcos e tendências para o futuro.

Os números do Pix e a transformação para o mercado de pagamentos

São apenas três letras e uma imensa capacidade de transformação. Os números do Pix impressionam desde o lançamento, com recordes e marcos históricos para o mercado dos meios de pagamento no Brasil. 

Dados do Banco Central comprovam o sucesso: são mais de 126 milhões de usuários, 438 milhões de chaves cadastradas e mais de 1 bilhão de transações por mês.

Hoje, as notícias já apontam para a liderança do Pix entre os meios de pagamentos tradicionais, principalmente em comparação ao cartão de crédito. E o impacto não está só no volume financeiro. Como o Pix, 50,6 milhões de pessoas passaram a usar o sistema bancário e fizeram pelo menos um pagamento instantâneo, segundo os dados do BC. Esse cenário consolida o serviço entre os catalisadores mais importantes da inclusão financeira

E a história não para por aí: por que o método de pagamento instantâneo se popularizou tão rapidamente? Leia o texto abaixo e relembre seu surgimento, principais números, marcos e tendências para o futuro. 

Como surgiu o Pix? 

Passando rapidamente pela história meteórica do Pix, vamos relembrar como ele chegou ao mercado. Em funcionamento desde 16 de novembro de 2020, a forma de pagamento foi pioneira em permitir transferências e pagamentos instantâneos no Brasil, tudo de forma gratuita.

Um dos grandes objetivos do surgimento do Pix é a digitalização dos meios de pagamento para a população brasileira, que está cada vez mais conectada a internet e smartphones, seguindo também uma tendência já adotada por países como Índia e Estados Unidos, para melhorar o controle do Banco Central sobre o sistema financeiro e seus usuários.

De lá para cá, o Pix evoluiu, conquistou novos espaços — como o e-commerce —, ganhou novas possibilidades e formatos, sem deixar de lado sua essência, baseada na simplicidade e rapidez. A exemplo, estão os produtos de Pix Saque e Pix Troco.

Da mesma forma, o Pix no e-commerce é um marco revolucionário. No varejo, é um sistema mais inclusivo e menos burocrático, além de ser ágil e com taxas mais baixas. O pagamento com Pix é aprovado na hora que a transação é feita para qualquer instituição financeira, independentemente do dia da semana ou horário.

Inclusive, a transação tem até uma funcionalidade específica para as compras virtuais feitas direto pelo celular, que podem ser realizadas utilizando o Pix Copia e Cola. Já no comércio físico, o uso do Pix Qr Code tem sido sucesso, além da possibilidade das chaves do Pix.

Principais números do Pix no e-commerce

A popularidade avassaladora do Pix como todo também reflete nas compras online. Como meio de pagamento para e-commerce, o método instantâneo apresenta inúmeras vantagens. A praticidade e a simplicidade das operações com o Pix passaram a conduzir o comércio eletrônico e a tendência é acompanharmos o aumento disso.

  • 126 milhões de usuários
  • 438 milhões de chaves cadastradas 
  • 1 bilhão de transações por mês
  • 74,6% de taxa de aceitação no e-commerce


Os recordes nos números do Pix apontam para direção de conquista completa do mercado. Um estudo realizado pela consultoria Gmattos, em maio deste ano, mostra que a ferramenta está próxima de liderar a aceitação, deixando as formas de pagamento mais tradicionais, como o boleto, para trás.

De janeiro de 2021 para maio de 2022, essa taxa de aceitação do Pix nas lojas virtuais cresceu quatro vezes mais, saltando de 16,9% para 74,6%, conforme a pesquisa. Esse estudo avalia, ainda, que esse número pode chegar a 91% a longo prazo, sem considerar as novidades que estão por vir, como o Pix Parcelado

Inclusive, a NuPay for Business fez uma análise de dados com 175 lojistas no ano passado, para mostrar a força do Pix nas lojas virtuais. Com o uso da ferramenta, o crescimento no números de transações pode chegar a até 80%.

A pesquisa ainda apresenta os setores que se sobressaíram quanto ao uso do Pix, como o caso dos Games, Moda e Beleza/Saúde. Já nas principais datas comemorativas do primeiro semestre, foi possível observar bons resultados no Pix entre os parceiros da NuPay for Business. Só em junho de 2021, com o Dia dos Namorados, houve um crescimento de 34,8% no uso do método de pagamento instantâneo no e-commerce.

Os motivos para a adesão tão forte do Pix no e-commerce vão desde as tarifas baixas, a facilidade do pagamento, os possíveis descontos que podem ser oferecidos e, claro, a praticidade para clientes e varejistas. 

Tendências do Pix para o futuro


Muito foi conquistado, mas ainda há muito a conquistar! Estamos falando de um meio de pagamento recente no mercado que já colhe os frutos da sua inovação com menos de dois anos de lançamento.

No início, era comum nos depararmos com insegurança no uso, dúvidas, dificuldades, falha ou erro no Pix, e muito mais. Agora, vemos um mercado mais preparado para essa transformação na forma de pagar e consumidores cada vez mais engajados com o uso. 

Para um futuro não tão distante, podemos enxergar o Pix em todos os lugares. Se hoje é quase impossível encontrar um estabelecimento ou prestador de serviços que não aceite o método, daqui pra frente não haverá nenhum. E, além da conquista de espaços, ele promete aparecer em diferentes formas, como o Pix Parcelado e demais possibilidades. 

Outra vertente que promete conquistar o varejo e elevar a experiência com o Pix é a integração entre o comércio online e offline, a famosa estratégia Omnichannel. Esse formato de fazer negócio desperta a necessidade de unificar as comunicações, entregar a melhor experiência ao cliente, e, nesse cenário, a forma de pagamento não fica de fora dessa equação.

Por isso, não é à toa que podemos afirmar com certeza: o Pix é revolucionário, é democrático e já mostrou ao Brasil que veio pra ficar. 

Com a NuPay for Business, a implementação do Pix no checkout do seu e-commerce está em ótimas mãos. Entre em contato com a gente para saber mais!